8º Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável debate a “Eficiência energética no ambiente construído”

FACEBOOK-DIVULGAÇÃO
O Brasil dispõe de enorme potencial e diversas fontes de recursos energéticos, tais como hidrelétrico, eólico, solar e biomassa. Porém, devido à falta de planejamento no setor, centrais térmicas queimando combustíveis fósseis têm representado uma parte importante da geração entre 2013 e 2015, o que foi agravado no curto prazo por períodos de seca. Eficiência energética, uso de fontes alternativas, educação para o consumo e planejamento integrado de recursos, levando em consideração oferta e demanda do setor de energia, são temas recorrentes e apontados como soluções sustentáveis frente à atual crise que vivemos no país.

Ao considerar que edificações durante a fase de uso e operação consomem cerca de 50% da energia elétrica no Brasil, o Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS) acaba de lançar o posicionamento “Eficiência energética no ambiente construído”. A publicação, disponível para leitura online – http://bit.ly/1Qn7y91 – traz temas que irão figurar, também, em um dos painéis de palestras e debates que integram a programação da 8ª edição do Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável (SBCS15), evento já consagrado na agenda anual do setor da construção civil sustentável que acontecerá no próximo dia 22 de setembro, em São Paulo.

Com participação do conselheiro do CBCS Prof. Dr. Roberto Lamberts, do Prof. Dr. José Goldemberg – IEE USP, do coordenador da campanha de Clima e Energia do Greenpeace Ricardo Baitelo e do líder do projeto DEO – Desempenho Energético Operacional do CBCS Edward Borgstein, o Painel “O papel do ambiente construído no desenvolvimento de novos modelos energéticos”, do SBCS15, irá expor desafios que envolvem a atuação dos diversos agentes do setor energético.

“Iremos abordar oportunidades de trabalho com eficiência energética, geração a partir de fontes alternativas, indicadores e benchmarks para o consumo de energia em edificações durante a fase de uso e operação, além da importância de um planejamento integrado em sintonia com políticas públicas”, explica o conselheiro do CBCS Prof. Dr. Roberto Lamberts. “A partir da implementação de melhorias, aplicação de tecnologia adequada e evolução de premissas sustentáveis no setor energético, é possível fazer com que a atuação da construção civil reduza de modo efetivo os impactos ambientais, financeiros e sociais provenientes da atual crise energética no país”, conclui Lamberts.

Com realização do CBCS e da Escola Politécnica da USP, a 8ª edição do Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável (SBCS15) convida o setor a debater o tema “Repensar a construção em tempos de rápidas transformações”. O evento será no próximo dia 22 de setembro de 2015, das 08h00 às 18h00, no Auditório da Biblioteca Brasiliana – Cidade Universitária, em São Paulo.

Conheça a programação completa e inscreva-se: sbcs15.cbcs.org.br