ACÚSTICA

banner_home_03

A aplicação de vidro está comumente relacionada ao desejo e/ou necessidade de passagem de luz natural e integração de ambientes, através de elementos envidraçados como portas, janelas, divisórias, claraboias, coberturas e fachadas.

Para atender as funções de determinado ambiente é essencial pensar no conforto acústico. Hospitais, salas de aula e de reunião, áreas de entretenimento ou mesmo dormitórios, quando isolados de ruídos indesejados provenientes de áreas externas, têm suas funções aprimoradas, oferecendo aos usuários maior conforto, capacidade de concentração, produtividade ou descanso.

Existem muitas soluções para adequar a necessidade de isolamento acústico e garantir a transparência no ambiente. Em situações limite pode-se ainda combinar soluções para se atingir o objetivo do projeto.

Vidros monolíticos espessos, vidros laminados ou vidros insulados são soluções para o isolamento acústico. 

SOLUÇÕES

COMO FUNCIONA

Monolítico espesso

Em acústica, existe a “Lei da Massa”, uma regra que estabelece que a cada vez que se dobra a massa de um material homogêneo, aumenta-se a sua capacidade de isolamento.

Laminado

Além da sua massa, conta com o desempenho do PVB (polivinil butiral) que proporciona maior amortecimento interno e dissipação das ondas sonoras incidentes no vidro, aumentando seu isolamento acústico. Esse efeito pode ser maximizado com o uso do PVB acústico, que fornece ainda mais desempenho ao vidro laminado.

Insulado ou duplo

A câmara de ar dificulta a propagação do ruído. Neste caso podemos usar vidros monolíticos ou laminados em combinação de espessuras diferentes ampliando o abafamento das ondas sonoras.

Insulado a vácuo

Esta é uma solução ainda pouco usada no Brasil. Basicamente são duas chapas de vidros seladas nas bordas com vácuo entre elas. Como o som não se propaga no vácuo é uma das melhores opções para grandes problemas acústicos *1

Vale ressaltar que ao pensar em uma fachada, o vidro é parte de um sistema composto por esquadrias, vidros e alvenaria e todo esse sistema deve ser projetado e construído a fim de maximizar a capacidade de isolamento acústico. Se um dos elementos que constituem esse sistema apresentar baixo desempenho, todo o sistema será comprometido, o que resultará no baixo isolamento acústico.

Curiosidades específicas do vidro laminado:

  • Um vidro laminado de mesma espessura de um monolítico pode isolar 3 dB (decibel – unidade de medida do nível de pressão sonora) a mais.
  • Pode-se usar, além do PVB tradicional, o PVB acústico e a resina acústica. Esses sistemas permitem, em média, uma redução extra de 3 dB em relação ao laminado convencional.

Dicas: Vidros laminados e insulados, além de proporcionar o conforto acústico esperado, aumentam a segurança de usuários, protegem contra invasões, melhoram a performance térmica reduzindo a entrada de raios UV, entre outros benefícios.

ATENÇÃO: Um elemento envidraçado será eficiente se corretamente especificado e executado. Cada ambiente possui as suas particularidades e entorno próprios. Qualquer fresta no elemento irá comprometer o seu desempenho acústico.

Normas:

ABNT NBR 14697:2001

Vidro laminado

ABNT NBR 14698:2001

Vidro temperado

ABNT NBR 16015:2012

Vidro insulado — Características, requisitos e métodos de ensaio

*1 – https://www.acoustics.asn.au/conference_proceedings/AAS2015/papers/p74.pdf

Para mais informações técnicas e referências normativas, baixe o nosso Guia de Conforto Acústico e Manual Técnico do Vidro Plano.

ASSOCIADO
CERTO

CLIQUE NA IMAGEM PARA SABER MAIS!

O portal Vidro Certo é uma iniciativa da ABIVIDRO, e segue suas diretrizes de Política de Privacidade.