Casa de Campos de Jordão tem pele de vidro para área da piscina

Quase uma estufa: assim parece a parte da piscina da Casa Mororó, em Campos do Jordão (SP), a 180 km de São Paulo. No projeto do studio mk27, o balneário coberto é protegido por uma pele de vidro e garante aos moradores e visitantes uma vista da natureza enquanto usufruem da piscina aquecida. Para os dias de verão na serra, um deck de madeira externo complementa a área.

Casa Mororó tem área de piscina protegida por teto de vidro (foto: Fernando Guerra)

Casa Mororó tem área de piscina protegida por teto de vidro (foto: Fernando Guerra)

A região montanhosa onde a Casa Mororó foi construída é conhecida por baixas temperaturas, por isso, no interior da construção, há lareira para tornar o interior mais aconchegante. Vista de fora, a casa é um grande bloco, dividido em uma parte opaca (com a sala, quartos e serviços) e uma área transparente de vidro, onde fica a piscina e a sauna.

Visualmente, a casa é dividida em duas partes: a mais escura com quartos, sala e serviços, e a transparente, com piscina e sauna. (foto: Fernando Guerra)

Visualmente, a casa é dividida em duas partes: a mais escura com quartos, sala e serviços, e a transparente, com piscina e sauna. (foto: Fernando Guerra)

A parte interna ganha ares de casa de montanhas pelo uso da madeira. (Foto: Fernando Guerra)

A parte interna ganha ares de casa de montanhas pelo uso da madeira. (Foto: Fernando Guerra)

Além do vidro, o projeto contempla materiais como madeira na área interna, que faz do espaço acolhedor e alinhado com outros chalés de montanha. Com cozinha integrada por portas pivotantes de madeira, o espaço interno ganha amplitude – e conversa deliciosamente bem com o bosque ao redor da construção, dando ao local um ar intimista e acolhedor.