Dubai quer ter energia solar em todas coberturas de seus edifícios até 2030

dubai

Por Ciclo Vivo/ GBC Brasil

Dubai anunciou na última semana um plano ambicioso no setor energético. A cidade pretende ter energia solar em todas as coberturas de seus edifícios até 2030. O objetivo está diretamente ligado às estratégias para mitigar as emissões de gases de efeito estufa.

Conforme informado pelo governo local, o programa de incentivo receberá US$ 27 bilhões em investimentos para tornarem os sistemas fotovoltaicos mais competitivos e acessíveis. Além disso, Dubai receberá novas instalações de redes inteligentes e capital para financiar pesquisas de desenvolvimento do setor.

Até 2050 o país quer ter 75% de sua eletricidade proveniente de fontes renovável, com a intenção de ter, pelo menos, 7% de sua energia proveniente do sol até 2020. A maior cidade dos Emirados Árabes também tem investimentos em grandes usinas solares, que aproveitam todo o potencial de uma posição geográfica privilegiada para a energia renovável.

Não são apenas os grandes prédios de Dubai que se destacam no mundo. Lá também está em fase de construção a maior usina solar do mundo. A Mohammed Bin Rashid Al Maktoum Solar Park e deve começar a funcionar em 2017, produzindo, inicialmente, 800 megawatts de energia. Em 2030 a mesma usina deverá produzir cinco mil megawatts.

Com todos esses projetos, a cidade árabe pretende alcançar a menor pegada de carbono do mundo em 2050.