Museu do vinho na França recebe mais de 900 painéis de vidro

citeduvinsudouest1

Bordeaux, na França,  é uma das mais famosas cidades do mundo, entre outras coisas, pela produção de vinhos de alta qualidade. Assim, não é de se surpreender que ela seja a escolhida para receber um museu do vinho. Inaugurada em junho deste ano, a La Cité du Vin (A Cidade do Vinho, em português) chama a atenção por seu design distinto, cheio de curvas e nuances, representando a natureza do líquido e sua “alma”: algo intangível, sensual e sem emendas, segundo os arquitetos Anouk Legendre e Nicolas Desmazières, do escritório XTU Architects. E assim como na degustação, quando a taça certa pode realçar determinadas características da bebida, o vidro foi primordial para que o melhor do projeto saltasse aos sentidos.

A empresa francesa Coveris foi contratada para a execução e escolheu vidros da Guardian para tirar do papel o projeto de formas sinuosas. Foram utilizados vidros de controle solar SunGuard Solar Gold 20 e UltraClear, aplicados de maneira monolítica e laminada. Há uma pele de vidro externa, na parte mais alta do edifício, como se abraçasse o prédio. Alguns dos mais de novecentos painéis são serigrafados com vinte padrões, criando um efeito exclusivo em cada um deles. Além disso, a instalação é individual: contam-se 4.500 acessórios de fixação, separados com 50 a 270 mm de altura em trechos em que há um desenho vazado na fachada. Nosso material cobre, apenas na fachada, 2.700 m². Mas ainda há muito mais vidro no interior, com divisórias — transparentes ou serigrafadas — espelhos e outras instalações pelo museu. No último andar há um observatório com vista para a cidade. Quem visitar o museu terá contato com toda a história do vinho. Há cerca de vinte áreas temáticas, com atrações interativas para todas as idades, abordando a influência do vinho na sociedade.

museu do vinho interior
museu do vinho4

Créditos da fonte: ABRAVIDRO